[Eis a Questão] Procurando Dory

2003 foi o lançamento do tão amado Procurando Nemo e após 13 longos anos recebemos a continuação! Procurando Dory, o novo filme da Pixar continua as aventuras de Dory, Nemo e Marlin no grande mar aberto.

Como já citamos em outros reviews, os filmes da Pixar sempre possuem uma mensagem por traz da história. Aprendemos em Procurando Nemo, como uma pessoa com dificuldades (Nemo) pode enfrentar o mundo (o mar aberto) e sair vitorioso, fazer amigos e se desenvolver. Desta vez o filme focará em Dory, passando uma mensagem muito similar.

Por alguma razão, Dory se lembra que possui uma família e decide então procura-los. Com a “ajuda” de Marlin (já conhecemos como ele é otimista, não?) e Nemo, Dory vai novamente enfrentar o mar aberto em busca de seus pais.

Em sua jornada, ela se perde de Marlin e Nemo, tendo assim que enfrentar sozinha sua “deficiência” (perda de memória recente) para alcançar seu objetivo.

Em paralelo somos apresentados ao passado de Dory e como ela se tornou a peixinha mais amada dos 7 mares.

Seu passado é bastante emocionante e bem apresentado, como sempre há diversas críticas em 2º plano que te colocam para pensar. O relacionamento de Dory com a família é algo muito bonito, para os pais de plantão existem diversas cenas que com certeza vão mexer com vocês.

ehbomsaber_Dory_familiaForam apresentados personagens novos que trouxeram elementos muito significativos ao filme, além de obviamente um humor sem fim.

É incrível a forma sutil e despretensiosa que a Pixar te passa um conteúdo extremamente complexo e interessante. Para melhor exemplificar isso, vamos citar o momento do filme onde aprendemos como o sistema de navegação de uma espécie específica de baleias funciona. Isso é nos ensinado naturalmente, não tivemos que ouvir uma palestra de 20 horas sobre todo o desenvolvimento da espécie para adquiri-lo. É algo muito mágico, não é mesmo?

A mensagem principal do filme é mostrar que todos nós temos qualidades e deficiências e isso é o que nos torna quem somos. Como vivemos com isso é que define nosso modo de vida, sucesso, felicidade e etc.

Dory, mesmo com perda de memória recente, consegue enfrentar isso e lutar por seu sonho, seu objetivo. Ao longo da história vemos como ela desenvolve mecanismos para sobrepor essa limitação e atingir seu objetivo. Uma lição muito válido independentemente da limitação que o ser possa ter.

Em resumo, Procurando Dory é uma animação extremamente divertida que faz jus a seu antecessor tanto em humor quanto em profundidade. Não deixem de ver!

Uma curiosidade interessante é que Hank (o polvo) é dublado por Antônio Tablet ou como a maioria conhece Kibe de Porta dos Fundos.

Confiram alguns desses elementos que descrevemos no do trailer:

Iae, o que acharam? Vão assistir o filme?

Para os que já viram, o que acharam? Concordam com a nossa opinião?

Não deixe de nos seguir e curtir!
0

Um comentário sobre “[Eis a Questão] Procurando Dory

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *